Estado Islâmico mata 13 pessoas em igrejas cristãs no país mais muçulmano do mundo
14/05/2018 - 23h05 em Novidades

Há dois dias do Ramadan, período de um mês onde, segundo a religião islâmica, todos os muçulmanos fazem uma espécie de jejum para consagração, o grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou uma série de ataques terroristas à três igrejas cristãs na madrugada do último domingo (13), matando 13 pessoas no total e deixando mais 41 feridas.

Os ataques ocorreram na Cidade de Surabaia, a segunda maior do país, que é composto por 88% de muçulmanos entre os seus mais de 260 milhões de habitantes, o que lhe dá o título em proporção numérica de país com o maior número de seguidores do islã no mundo.

O ataque nesse final de semana foram três explosões, todas realizadas por homens-bomba. A primeira ocorreu na
Igreja Católica Santa María, na ilha de Java, oeste da Indonésia, onde um homem invadiu o templo com uma moto enquanto era celebrada a missa. O outro ataque foi na igreja evangélica da Rua Diponegoro e depois em uma Igreja Pentecostal da Rua Arjuno.

Inicialmente às autoridades locais acreditaram que os ataques tinham sido praticados pelo grupo radical Jamaah Ansharut Daulah, mas segundo informações do portal G1 publicadas nesta segunda-feira, o Estado Islâmico já reivindicou o atentado.

Novo ataque nesta segunda e uma criança no meio dos terroristas

Nesta segunda feira já foram registrados novos ataques, também em Surabaia. Dessa vez o alvo foi uma delegacia de polícia, deixando 10 feridos no atentado.

Os terroristas também utilizaram motos e o que mais chamou atenção das autoridades foi a presença de uma criança de apenas 8 anos entre os criminosos:

“Havia cinco pessoas em duas motos, uma delas era uma criança pequena. É uma família”, disse o diretor da polícia nacional do país, Tito Karnavian, segundo o Diário de Notícia de Portugal. Felizmente, a criança sobreviveu ao ataque em que estava envolvida. Os quatro terroristas, todos da mesma família, morreram no local.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
google