PT processa Malafaia e ele comemora dizendo que vai colocar a intimação em um quadro
05/10/2018 23:24 em Novidades

Entre os vários líderes evangélicos que se manifestaram nos últimos dias em apoio à candidatura de Jair Bolsonaro para a Presidência da República, talvez o pastor Silas Malafaia seja o mais visado pelos opositores do candidato, devido ao seu alcance não apenas na população, mas também de outros líderes cristãos.

Uma evidência disso pode ser um processo judicial que o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo terá que enfrentar, supostamente, por “calúnia e difamação”. Como de costume, o pastor utilizou suas redes sociais para divulgar o ocorrido e comentar o caso.

“A verdade é que os olhos do povo brasileiros estão sendo abertos”, disse o pastor, ressaltando que suas posições representam o que “pensam milhões de pessoas no país” e que o processo contra ele é motivo de “honra” por sua atuação contra os que ele frequentemente chama de “esquerdopatas”.

Curiosamente, o processo do Partido dos Trabalhadores (PT) contra Silas Malafaia surgiu após uma reunião da cúpula petista na última nesta terça-feira (2), para analisar os resultados das pesquisas eleitorais onde Bolsonaro aparece crescendo, também, entre o público feminino.

O jornal Folha de São Paulo atribuiu esse crescimento ao que chamou de “onda evangélica“, resultado do apoio que o candidato vem recebendo dos maiores líderes evangélicos do país, como Silas Malafaia.

Desdenhando do processo movido pelo PT, Malafaia disse que irá fazer da intimação um quadro para colocar na parede, a fim de “deixar nos anais da história”, e aproveitou para reiterar o que pensa sobre o candidato petista, Fernando Haddad:

“O PT representa o que há de pior em corrupção, o PT representa a destruição de valores morais, da família, a destruição de crianças, o lixo moral. Haddad representa Lula, José Dirceu e Palloci, e outra cambada de corruptos que estão presos e processados”, destacou Silas, segundo o Gospel Prime. Veja a imagem da intimação abaixo:

Processo movido pelo PT contra Silas Malafaia por suposta “calúnia e difamação”
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE